Publicidade

Omolde > Notícias > Moldes: sector estratégico para recolocar indústria na Europa

Sector

Moldes: sector estratégico para recolocar indústria na Europa

02 Junho 2022

Presente na cerimónia de abertura desta feira, o primeiro-ministro António Costa – que falava ao lado do novo chanceler Olaf Scholz – fez questão de chamar a atenção para a indústria portuguesa de moldes, considerando-a um bom exemplo no que diz respeito à estratégia europeia de “encurtar cadeias de valor” e “relocalizar a produção na Europa, reduzindo as importações não europeias”.


Salientou que esta indústria está “constantemente a inovar”, enaltecendo a colaboração que mantém com meia centena de centros de inovação e universidades. “Na Alemanha, só a China é responsável por 38% das importações de moldes. Num momento em que muitos importadores procuram agora um parceiro no espaço europeu, convido-vos a olhar para Portugal”, desafiou o primeiro-ministro, sublinhando que “temos know-how e a capacidade, somos o oitavo exportador mundial de moldes e o terceiro na Europa”.


Por outro lado, destacou ainda, “estamos muito mais próximos do fuso horário alemão, o que permite interações comerciais muito mais eficientes, e temos excelentes infraestruturas de transporte. A proximidade geográfica permite estar em Portugal em poucas horas e contar com prazos de entrega rápidos e fiáveis”.


Notou ainda que o país apresenta “características altamente valorizadas nestes tempos de incerteza”, designadamente “os valores de segurança, estabilidade e valores comuns” que partilha com a Alemanha.